Literatura Oriental - BEDA #14

Há alguns anos atrás, fui seduzida pela Literatura Oriental. Eu sei que ela não é amada por muitos, apesar de sua escrita detalhista, quase que contemplativa, os leitores  brasileiros, com algumas exceções, gostam mais de histórias mais ritmadas, de mais impacto,  no estilo thrilles, fantasia, ou mesmo romances tradicionais.

Mas, se você pudesse ler e fechar os olhos, ao mesmo tempo, ou fazer alguém ler enquanto você fecha os olhos e se concentra nos detalhes do ambiente dentro da literatura oriental, você é capaz de enxergar todo o cenário nos seus mínimos detalhes, até mesmo no que se refere aos aromas.

Foi essa escrita contemplativa que conquistou meu coração. É de uma delicadeza sem fim.

Um dos livros orientais que mais amei foi Flor da Neve e O Leque Secreto, ambientado na China do Séc. XIX, fala sobre uma língua secreta, utilizada pelas mulheres, conhecida como nu shu, única escrita estritamente feminina que se tem notícia na história. Mas, além disso, tem toda a cultura da época e a tradição e educação das meninas  voltada exclusivamente para o lar e para a geração de filhos, de preferência, homens.

Foi  uma literatura bem impactante. Eu fiquei imaginando a delicadeza de  cada ritual, mas sobretudo o sofrimento de quem viveu na época e sentiu na pele o que é ser tratado como um objeto sem valor. Quem quiser se aventurar, separe seus lencinhos, pois a história é baseada em fatos reais. Eu sofri muito durante a leitura. Tem filme, mas não gostei. É muito superficial comparado ao livro.

Grande abraço a todos,

Drica Moreira.

© 2016 por Café, Livros e Sonhos. Orgulhosamente criado com Wix.com